Jardim Botânico do Porto

A história do Jardim Botânico

O primeiro Jardim Botânico no Porto foi estabelecido por decreto de Passos Manuel de 1837, sendo localizado em 1852 na cerca do extinto Convento dos Carmelitas, embora a sua criação apenas se verificasse em 1866. Com a ampliação do quartel da Guarda Municipal, o Jardim foi instalado em 1903 na Cordoaria mas por muito pouco tempo, tendo a Universidade do Porto ficado privada do seu jardim cerca de meio século. O Professor Américo Pires de Lima com a colaboração do alemão Franz Koepp, na sequência da compra da Quinta do Campo Alegre pelo Estado, procedeu à sua adaptação tirando partido do traçado de jardins e da vegetação já existentes ao gosto das quintas de recreio do Porto de finais do século XIX. Depois do atravessamento da propriedade pelos acessos da ponte da Arrábida, ela ficou reduzida a 4 ha tendo conservado os jardins iniciais e na parte sobrante dos campos de cultivo e da mata foram sendo instalados novos jardins, nomeadamente de plantas suculentas e de aquáticas assim como um arboreto.

Sophia de Mello Breyner viveu na Casa Andresen uma parte significativa da sua infância e juventude. O seu primo e escritor Ruben A. cresceu também nesta casa.

Na obra Histórias da Terra e do Mar, de Sophia de Mello Breyner, há um conto dedicado à história da vida da família de Sophia (Saga), onde se descreve a casa e a quinta:

“ Tudo na casa era desmedidamente grande (…) até ao enorme átrio (…) no qual se podia armar o esqueleto da baleia que há anos repousava empacotado em numerosos volumes, nas caves da Faculdade de Ciências.”

 

O Jardim Bôtanico actualmente inclui:

 

  • Um jardim histórico composto por três partes distintas (Roseiral, Jardim dos Jotas e Jardim do Peixe), separadas por Camélias,
  • Dois lagos, um dos quais com nenúfares,
  • Estufas, incluindo uma de cactos e outra de plantas tropicais,
  • Um jardim de cactos e outras plantas suculentas,
  • Espaços de árvores centenárias e variadas espécies vegetais raras e/ou exóticas.
  •  Galeria da Biodiversidade do Museu de História Natural e da Ciência da Universidade do Porto

Locais de Interesse próximos:

Planetário do Porto

O Planetário do Porto dispõe de um moderno sistema de projeção imersiva fulldome, aliado a um software de simulação realista do universo.

Galeria da Biodiversidade

Este espaço museológico de confluência entre arte, ciência e literatura convida o visitante a participar numa viagem ao longo da qual se contam emocionantes histórias sobre a vida, a sua diversidade e os processos evolutivos que a modelam.

Museu do Vinho do Porto

O museu tem como objetivo dar a conhecer a história e a importância do comércio do vinho do Porto no desenvolvimento histórico da cidade.

SEA LIFE Porto

Cerca de 5800 criaturas marinhas vivem no SEA LIFE Porto. Visite os 31 habitats aquáticos, incluindo as piscinas rochosas interactivas e o Túnel Oceânico.

Cruzeiro no Douro

Siga os passos dos mercadores de vinho do Porto neste clássico cruzeiro pelas 6 Pontes. Navegue pelo rio Douro ao longo da rota do antigo Barco Rabelo que servia ao Porto e a Vila Nova de Gaia.

Fado ao Vivo na Sé

A performance acústica de fado é realizada em um ambiente intimista(...) Fado ao Vivo com degustação de Vinho do Porto

Como chegar:

Localização

Rua do Campo Alegre, 1191 4150-181 Porto

Hórario

Inverno: 9:00H/19:00H Verão: 9:00H/19:00H

Um verdadeiro Paraíso da biodiversidade

Jardim Botânico do Porto