Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content

O guia de eventos mais completo e atualizado do Porto

A história do Jardim Botânico

O primeiro Jardim Botânico no Porto foi estabelecido por decreto de Passos Manuel de 1837, sendo localizado em 1852 na cerca do extinto Convento dos Carmelitas, embora a sua criação apenas se verificasse em 1866. Com a ampliação do quartel da Guarda Municipal, o Jardim foi instalado em 1903 na Cordoaria mas por muito pouco tempo, tendo a Universidade do Porto ficado privada do seu jardim cerca de meio século. O Professor Américo Pires de Lima com a colaboração do alemão Franz Koepp, na sequência da compra da Quinta do Campo Alegre pelo Estado, procedeu à sua adaptação tirando partido do traçado de jardins e da vegetação já existentes ao gosto das quintas de recreio do Porto de finais do século XIX. Depois do atravessamento da propriedade pelos acessos da ponte da Arrábida, ela ficou reduzida a 4 ha tendo conservado os jardins iniciais e na parte sobrante dos campos de cultivo e da mata foram sendo instalados novos jardins, nomeadamente de plantas suculentas e de aquáticas assim como um arboreto.

Sophia de Mello Breyner viveu na Casa Andresen uma parte significativa da sua infância e juventude. O seu primo e escritor Ruben A. cresceu também nesta casa.

Na obra Histórias da Terra e do Mar, de Sophia de Mello Breyner, há um conto dedicado à história da vida da família de Sophia (Saga), onde se descreve a casa e a quinta:

“ Tudo na casa era desmedidamente grande (…) até ao enorme átrio (…) no qual se podia armar o esqueleto da baleia que há anos repousava empacotado em numerosos volumes, nas caves da Faculdade de Ciências.”

 

O Jardim Bôtanico actualmente inclui:

  • Um jardim histórico composto por três partes distintas (Roseiral, Jardim dos Jotas e Jardim do Peixe), separadas por Camélias,
  • Dois lagos, um dos quais com nenúfares,
  • Estufas, incluindo uma de cactos e outra de plantas tropicais,
  • Um jardim de cactos e outras plantas suculentas,
  • Espaços de árvores centenárias e variadas espécies vegetais raras e/ou exóticas.
  •  Galeria da Biodiversidade do Museu de História Natural e da Ciência da Universidade do Porto

Entrada Livre (Gratuito)

Contatos:

 

Contacto geral (Casa Andresen): 22 040 8727

Para situações urgentes, ou dúvidas quanto à marcação de visitas guiadas, pode contactar: 93 308 6492

Diretor: Paulo Farinha Marques, Arquiteto Paisagista e Professor Associado da Faculdade de Ciências da U.Porto

 

Locais de Interesse próximos:

Planetário do Porto

O Planetário do Porto dispõe de um moderno sistema de projeção imersiva fulldome, aliado a um software de simulação realista do universo.

Galeria da Biodiversidade

Este espaço museológico de confluência entre arte, ciência e literatura convida o visitante a participar numa viagem ao longo da qual se contam emocionantes histórias sobre a vida, a sua diversidade e os processos evolutivos que a modelam.

SEA LIFE Porto

Cerca de 5800 criaturas marinhas vivem no SEA LIFE Porto. Visite os 31 habitats aquáticos, incluindo as piscinas rochosas interactivas e o Túnel Oceânico.

Como chegar Jardim Botânico:

Localização

Rua do Campo Alegre, 1191 4150-181 Porto

Hórario

Inverno: 9:00H/19:00H Verão: 9:00H/19:00H

Um verdadeiro Paraíso da biodiversidade

Jardim Botânico do Porto