Palácio da Bolsa do Porto

desde 1891

Monumento Nacional

Palácio da Bolsa, ou Palácio da Associação Comercial do Porto, na cidade do Porto, começou a ser construído em Outubro de 1842, em virtude do encerramento da Casa da Bolsa do Comércio, o que obrigou temporariamente os comerciantes portuenses a discutirem os seus negócios na Rua dos Ingleses, em pleno ar livre.

Com uma mistura de estilos arquitectónicos o edifício apresenta em todo o seu esplendor, traços do neoclássico oitocentista, arquitectura toscana, assim como o neopaladiano inglês. Nas ainda por dentro e revestido a ouro.

Sede da Associação Comercial do Porto, serve agora para os mais diversos eventos culturais, sociais e políticos da cidade. O Salão Árabe detém o maior destaque de todas as salas do palácio devido, como o nome indica, a estuques do século XIX legendados a ouro com caracteres arábicos que preenchem as paredes e tecto da sala. É neste salão que tem lugar as homenagens a chefes-de-estado que visitam a cidade.

Ex libris

É inevitável que o nosso primeiro olhar se dirija para a cúpula de ferro e vidro, da autoria de Tomás Soller. Trata-se de uma estrutura impressionante, difícil de igualar, ladeada em todo o seu redor por 20 brasões representando os países com os quais Portugal mantinha na altura relações de amizade e de comércio.

O pavimento, revestido a mosaico cerâmico e inspirado nos modelos greco-romanos descobertos em Pompeia, serviu até meados da década de 90 do Século XX de palco para a Bolsa de Valores do Porto.

O restauro integral do Pátio e da sua cúpula foi iniciado em 2007, tendo sido concluído em 2008. Esta estrutura dispõe de algumas modernizações ao nível da circulação de ar, estando já dotada de lanternins com sensores de precipitação e anemómetros que medem a velocidade do vento.

Os brasões presentes neste espaço foram alvo de intervenção técnica de restauro entre 2014 e 2015.

Sala do Tribunal

Com traço inicial de Joel Pereira da Silva e posterior reformulação do arquitecto Marques da Silva, é nesta sala, de estilo renascença francesa, onde os novos confrades da Confraria do Vinho do Porto são entronizados. De entre muitas personalidades destacam-se Alberto II, Sua Alteza o Príncipe do Mónaco, Prof. Cavaco Silva, Presidente da República Portuguesa, entre outros.

Os painéis de dimensões e temáticas variadas são alusivos à função da sala e à riqueza das actividades económicas da cidade e região.

O restauro dos 4 vidros monumentais aí existentes decorreu entre 2007 e 2014, sendo os vidros coloridos laterais de origem francesa e os centrais provenientes de Lisboa. A gravação dos vidros centrais foi levada a cabo por um gravador de Gondomar e a empreitada de restauro por uma arquitecta de Porto de Mós.

HORÁRIOS

Novembro a Março
9:00 – 13:00 / 14:00 – 17:30

Abril a Outubro
9:00 – 18:30

Rua Ferreira Borges, 4050-253 Porto

 

Visita Guiada ao Palácio da Bolsa

  • Evite filas na Bilheteira
  • Cancelamento fácil (Cancele com até 24 horas de antecedência e obtenha reembolso integral)
  • Voucher eletrônico ou impresso (Use seu Telemóvel ou imprima seu voucher)
  • Confirmação imediata
  • Acessibilidade

Salão Árabe

A construção desta obra do arquiteto Gustavo Adolfo Gonçalves de Sousa, que se terá inspirado no Palácio de Alhambra, teve início a 15 de Setembro de 1862 e terminou a 12 de Junho de 1880. Tal como no restante edifício, também aqui o pavimento é constituído pelas melhores madeiras, tais como mogno, jacarandá, pau-cetim, pau-rosa e plátano.

O Salão Árabe é a mais importante sala de actos oficiais da cidade do Porto, sendo também palco de muitas centenas de concertos e de outras prestigiadas solenidades, que muito honram o nome de Portugal e o projetam no mundo.

A mais recente intervenção neste local ocorreu entre 2009 e 2010.

Palácio da Bolsa do Porto

Fique a par das novidades!

Palácio da Bolsa do Porto

Segue as nossas Redes Sociais