the misson no hard club

THE MISSION no Hard Club

THE MISSION no Hard Club – 11 de março de 2022

The Mission numa noite vai tocar músicas dos primeiro, terceiro, quinto álbuns e assim por diante – First Chapter, Children, Grains Of Sand, Neverland, Aura e The Brightest Light – enquanto a outra noite serão músicas exclusivamente dos segundo, quarto, sexto álbuns etc. – God’s Own Medicine, Carved In Sand, Masque, Blue, God Is A Bullet, e Another Fall From Grace. Qual dos concertos vem na primeira noite será decidido no dia, para que vocês nunca saibam qual será o primeiro.

História:

Inicialmente conhecidos como The Sisterhood, a banda teve um início tumultuoso, em primeiro lugar, as brigas de ego que dividiram o Sisters of Mercy, começando com a saída de Gary Marx, o guitarrista e co-fundador do Sisters, depois seguiram-se os desentendimentos entre Wayne Hussey e Andrew Eldritch culminando finalmente com a saída de Hussey do Sisters of Mercy.

A princípio Craig Adams e Wayne Hussey tentaram, sem sucesso algum, conseguir contrato com alguma gravadora. Finalmente, depois de muito procurar, decidem apelar para a magia do antigo nome e se auto denominam “The Sisterhood” (além da evidente alusão aos Sisters of Mercy, era também o nome de um fã clube da banda). Assim a “irmandade” começa a fazer shows ao vivo. Fazem sua primeira apresentação em um clube de Londres chamado Alice In Wonderland, tocando as músicas “Wasteland”, “Serpent’s Kiss” e “Severina”, canções compostas quando a dupla ainda fazia parte do Sisters.

Dessa forma, Hussey e Adams tiveram de abdicar do nome “Sisterhood” e passaram a se chamar simplesmente “Mission”. Hoje em dia, devido a um acordo feito entre Eldritch e os membros do Mission, os músicos não tocam mais nesse assunto.

Assim, no final de 1985, na cidade de Leeds, Inglaterra, a dupla Wayne Hussey e Craig Adams criou o The Mission, também chamado de The Mission UK (o acréscimo no nome se deveu ao fato de existir uma banda americana de R&B também chamada Mission). Hussey, que no Sisters era o guitarrista, acabou assumindo os vocais na nova banda, pois Craig não queria de forma alguma ser vocalista e preferiu continuar no baixo. Para completar o grupo convidaram Simon Hinkler (guitarra) e Mick Brown (bateria). Fazem sua primeira apresentação como The Mission no Electric Ballroom, em Londres. No início de 1986 embarcam em sua primeira turnê através da Europa acompanhando o Cult. Durante essa turnê ocorreu um episódio curioso. Em uma das apresentações Ian Astbury e Billy Duffy do Cult subiram ao palco para tocar com o Mission em uma espécie de jam session, e algumas pessoas garantem que Andrew Eldritch estava lá na platéia assistindo tudo. E segundo declarações de Hussey, ele de fato teria assistido ao show, chegando inclusive a procurar os ex-colegas depois da apresentação, e elogiado sem ressentimentos, o show. Ainda em 1986 lançaram dois singles Serpent’s Kiss e Garden Of Delight/Like A Hurricane. Ambos atingiram as primeiras posições na parada independente britânica, sendo que Serpent’s Kiss foi simplesmente o single independente mais vendido do ano.

Apesar de Hussey e Adam ainda estarem presos à Warner (a gravadora que contratara os Sisters e que não tinha interesse pelo Mission), eles puderam mesmo assim lançar os dois singles por um pequeno selo alternativo e foram liberados sem problemas pela Warner.

Em julho do mesmo ano assinaram contrato com a gravadora inglesa Phonogram Records. O primeiro single lançado pelo novo selo, Stay With Me, atingiu a 30ª posição na parada britânica.

Em setembro lançam God’s Own Medicine, seu primeiro álbum que traz os clássicos “Stay With Me”, “Wasteland” e “Severina”. O disco produzido por Tim Palmer tem um pé no hard rock e outro no gótico. O nome literalmente significa “Remédio Concedido por Deus” e é um termo usado por alguns médicos para se referir à morfina, quando ela começou a ser usada.

THE MISSION no Hard Club

Mais eventos no Porto

“(…)Elias Lazaroni é um artista que a cidade do Porto roubou ao Rio de Janeiro.

O pincel do carioca é extravagante quebrando padrões estéticos e morais.(…)”
Elias Lazaroni Porto
Slider
fado-show-in-porto-calem-01

Fado, Visita e Degustação. Por 21€

Artigos Recentes:

Newsletter

Cruzeiro das 6 Pontes Banner

Cruzeiro das 6 Pontes Banner

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *