O guia de eventos mais completo e atualizado do Porto

Teatro e Marionetas de Mandrágora | Depois da Chuva

DEPOIS DA CHUVA, UMA APROXIMAÇÃO POÉTICA AO TEMA DAS MIGRAÇÕES HUMANAS

Depois da Chuva é a mais recente criação do Teatro e Marionetas de Mandrágora – companhia que completou recentemente 20 anos de existência – e que marca o arranque de 2023. Um espetáculo que reflete sobre as migrações humanas e que, partindo de uma língua inventada, explora figuras, sombras e marionetas, na tentativa de entender e de descodificar o tema para miúdos & graúdos. Estreia a 28 de janeiro, momento em que é apresentado também o programa anual da companhia.

Numa terra diferente, mas ainda assim igual a muitas outras, as pessoas estavam sempre a olhar para cima. Poderíamos pensar que gostavam de admirar as nuvens ou as estrelas, que gostavam de ver os pássaros ou mesmo a chuva a cair. Mas existia outra razão bem mais forte: o medo que o céu lhes caísse em cima!…

Depois da Chuva, a mais recente criação do Teatro e Marionetas de Mandrágora, que marca o arranque de 2023, é uma reflexão sobre o que leva o homem a transitar entre territórios, a passar fronteiras, questionando os impulsos, as experiências e os destinos em causa. Uma análise poético-simbólica sobre as migrações dos nossos tempos, para chegar às razões que levam o homem a entregar-se ao processo de transformação interior, social e familiar implícito… O que se vê e se sente quando se é forçado a deslocar para um local incerto? Como se lida com a incerteza? E quando já não há esperança? Este é o exercício que os Mandrágora convidam o público a fazer consigo.

A criação de Clara Ribeiro, com música original de Hélder David Duarte, leva-nos numa viagem que parece não ter fim. Onde a guerra é um jogo de xadrez. E o guarda nos faz rir… Depois da Chuva explora as figuras, as sombras e as marionetas, numa simbiose com o ator e a música cénica. É um espetáculo sem palavras, ou antes, numa língua inventada, numa linguagem universal, para que a mensagem chegue a todos os homens, a todos os lugares, a todas as etnias: … afinal, somos todos humanos!

Há 20 anos na estrada

A apresentação de 28 de janeiro marca também o lançamento da programação anual da companhia para 2023, que conta com o apoio estrutural da Direção-Geral das Artes, da Câmara Municipal de Espinho e da Câmara Municipal de Gondomar, num raio de ação que se estende a todo o país, com especial atenção à zona norte. O Teatro e Marionetas de Mandrágora é uma companhia profissional, com direção artística de Clara Ribeiro e Filipa Mesquita e direção plástica de EnVide Nefelibata, fundada em 2002.

Os Mandrágora prometem para este ano três estreias: duas criações da companhia são apresentadas em Vila do Conde, explorando a origem do medo e a descodificação da solidão, e um espetáculo comunitário sobre os invisíveis da sociedade – os idosos e os sem abrigo — é apresentado na Maia. A 9.ª edição do festival internacional Ei! Marionetas decorre na primeira quinzena de julho, trazendo vários espetáculos e companhias portuguesas e estrangeiras a Gondomar, onde também decorre a performance e intervenção artística Vestir a Primavera. De referir ainda as exposições permanentes no Fórum de Arte e Cultura de Espinho e as ações de formação na Casa Educativa da Marioneta em Gondomar. Ainda as parcerias, como a que está a decorrer com as Comédias do Minho, em Paredes de Coura, um projeto no âmbito da ação do Serviço Educativo. O ano termina com a apresentação de um documentário sobre os 20 anos assinalados em 2022 pelo Teatro e Marionetas de Mandrágora.

A companhia distingue-se pelos trabalhos que refletem uma análise sobre os padrões culturais da sociedade, sendo valorizado o estudo das questões de identidade e cultura. Os Mandrágora apostam na afirmação do teatro de marionetas enquanto espaço privilegiado de diálogo e criação coletiva, sobretudo a partir das práticas artísticas comunitárias. ¶

 . . . . .

DIREÇÃO ARTÍSTICA E PLÁSTICA | Clara Ribeiro · INTERPRETAÇÃO | Clara Ribeiro, Hélder Duarte · MARIONETAS | Sofia Rio · CENOGRAFIA | Cirilo Reis · OBJETOS CÉNICOS | Hélder Duarte, Patrícia Costa, Rúben Gomes e Sofia Rio · MÚSICA CÉNICA | Hélder Duarte · FIGURINOS | Jordann Santos · ASSISTENTE DE FIGURINOS | Beatriz Filomeno · ASSISTÊNCIA DE CONFEÇÃO | Clementina Delgado · PINTURA DAS MARIONETAS | Migvel Tepes · DESENHO DE LUZ | César Cardoso · VÍDEO PROMOCIONAL | Paulo Pinto · FOTOGRAFIA DE CENA | Pedro Sardinha · COMUNICAÇÃO | Mafalda Martins · PRODUÇÃO EXECUTIVA | Hélder David · PRODUÇÃO | Teatro e Marionetas de Mandrágora · APOIO | Direção Geral das Artes, Governo de Portugal, Município de Espinho, Município de Gondomar

 . . . . .

Data

28 Jan 2023
Expired!

Hora

16:00 - 18:00

Localização

Auditório Municipal de Gondomar
Av. 25 de Abril 103, 4420-356 Gondomar

Newsletter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *