O guia de eventos mais completo e atualizado do Porto

HAYES Collective * Quelza + Nørbak + Temudo

HAYES Collective * Quelza + Nørbak + Temudo

Colectivo artístico, editora e curadora, a Hayes tem se destacado na cena electrónica mais dirigida ao techno com uma estética ousada e contemporânea que flui por entre os seus artistas, eventos e linguagem visual. Sexta-feira damos continuidade a esta residência com Quelza, Nørbak e Temudo
Quelza
“Começo com uma folha de papel em branco sem saber para onde vou. Visualizo uma ideia, um lugar, uma cor, o que quer que seja. Depois ligo-o a um sentimento e retenho-o na mente durante todo o processo criativo. Isto permite-me traduzir as minhas visões em sons sem me limitar a um género ou a uma paleta sonora.”
É desta forma que o jovem produtor e DJ Quelza fala da forma como aborda cada novo lançamento, dados a conhecer em selos como a Mord de Bas Moy, Palinoia de Eric Cloutier ou Hayes Collective, reforçando a nossa ideia de um design de som intrinsecamente cinematográfico e que se tornou a sua imagem de marca.
Parisiense a residir em Berlim, Quelza leva consigo este entendimento para a cabine, traduzido num techno obscuro, com influências breakbeat, IDM e ambientais, tão ao nosso gosto.
+
Temudo
Ao ouvirmos Temudo ficamos com a ideia que respira techno desde o início deste seu percurso musical, no entanto foi no drum & bass que deu esses primeiros passos. É provável que venha daí o meticuloso trabalho de sound design que imprime às suas produções e a dinâmica na utilização dos 3 decks quando sobe à cabine, numa abordagem contemporânea ao techno que o colocaram em casas definidoras do género como a Klockworks, Soma, Modularz, Mord ou Warm Up. Assumido construtor de puzzles na busca da mistura perfeita, Temudo regressa agora ao Gare nesta incursão do colectivo Hayes.
+
Nørbak
Com grande parte das actuações canceladas, os festivais adiados e clubes encerrados, Nørbak não baixou a cabeça, focou-se num intenso trabalho de estúdio e já este ano retirou proveitos com a 2 LPs – Flesh To Ashes e Flor do Fatalismo – editados pela Warm Up de Oscar Mulero e Axis de Jeff Mills. As cartas já estavam lançadas e Nørbak fez um royal flush, partindo do techno clássico e conferindo-lhe uma actualidade desarmante, numa fórmula em tudo igual à que aplica de frente para a pista de dança, onde explora aquele espaço impreciso entre a faceta mental e a física do género, e onde se movimenta como poucos.
Entrada [10€ com oferta de bebida até às 3h] em https://linktr.ee/GarePorto

HAYES Collective * Quelza + Nørbak + Temudo – Gare Porto

Data

29 Abr 2022
Expired!

Hora

23:45

Localização

Gare Porto
R. da Madeira 182, 4000-330 Porto
Anuncia-na-Agenda
Anuncia-na-Agenda

Newsletter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *