O guia de eventos mais completo e atualizado do Porto

Em bom ‘Porto… guês’: Esta peça é ‘TOP(E)’! Teatro de Ferro

Em bom ‘Porto… guês’: Esta peça é ‘TOP(E)’! Teatro de Ferro

É, sem assumido pretensiosismo, daquelas peças que dizem [quase] tudo sobre a atualidade da vivência quotidiana de uma cidade, neste caso do Porto. Talvez diga mais aos portuenses ou a quem gravita por perto da urbe, mas propõe uma compreensão alargada em termos geográficos a qualquer português, seja ele oriundo do território continental, das ilhas, ou esteja emigrado há muito. E é fruto desta identidade específica do que é (o) ser(-se) do Porto, do muito que se perdeu e de outro tanto que ainda teima em sobrar, que se faz o molde para este TOP que retorna ao palco a 27 de janeiro (e 28), com representações adicionais em fevereiro que aqui damos nota. A companhia sublinha: “Entre a memória, a vivência do presente e uma interrogação sobre o futuro da cidade e as suas gentes, o TOP – Teatro de Objetos do Porto é uma performance que revisita os códigos do teatro de revista, do talk-show, do peep-show, entre outros. Nesta grande produção intimista, cada objeto convocado dá origem a uma cena, um truque, uma rábula, uma dança, um poema, um filme a uma canção.” O léxico oficial da peça é o “Porto… guês”! Trata-se assim de um espetáculo que permite uma fruição aligeirada e divertida, sem ser ligeira no que sugere para uma reflexão pós-humor, é popular sem ser ‘popularucho’, é corrosivo na sátira que expõe, sem deixar de ser afetuoso. E enquanto contraponto ao postal turístico que todos os dias nos invade o olhar, mesmo que isso aparente ser um paradoxo, importa dizer que esta peça tem tudo para uma boa itinerância, até porque há outro Porto que importa [dar a] conhecer ou até porque há muito Porto dentro do próprio Porto! Na sua singularidade, o Porto é múltiplo. Em síntese, tal como o Teatro de Ferro defende, TOP é “um surpreendente espetáculo de variedades, eventualmente bem-humorado, um tanto musical, possivelmente explosivo, comoventemente lúcido e um pouco delirante. E mais nada!”, algo que soa desconcertante, mas que ainda assim, ou sobretudo por isso, constitui um convite assaz irresistível… São entre 30 a 40 lugares os disponíveis para cada uma das apresentações, o melhor é mesmo fazer uma ‘Reserva TOP’ para não perder a viagem… As razões acima enunciadas são mais do que suficientes para justificar uma reposição em casa própria, depois do sucesso obtido junto do público no programa Cultura em Expansão (Câmara Municipal do Porto). Deste modo, a peça vai apresentar-se ao público na casa da companhia, o Teatro de Ferro, ali no limiar entre o Bonfim e Campanhã, a 27 e 28 de janeiro e também a 10 e 11 de fevereiro e culmina as apresentações nos dias 17 e 18 de fevereiro (sábados – 19h00/domingos – 17h00). O preçário TOP é módico: bilhete individual – 5 euros e bilhete de grupo (5 ou + pessoas) – 4 euros. Reservas através do e-mail: [email protected]/Telem. 912 366 878

O Teatro de Ferro está sediado na Travessa da Formiga, nº 65 – Espaço 1 Piso 1, ‘no Bonfim que já se (con)funde com Campanhã’, no Porto (a menos de 100 metros da Rua do Heroísmo, daí a referida Capela do Heroísmo e a uns 200 metros da estação ferroviária).

Em bom ‘Porto… guês’: Esta peça é ‘TOP(E)’! Teatro de Ferro repõe “Teatro de Objetos do Porto” ali por trás da Capela do Heroísmo em janeiro

Data

27 - 28 Jan 2024
Desde

Hora

19:00

Localização

Teatro de Ferro
Tv. Da Formiga, 65, piso 1 - espaço 1 e 2
Credito habitacao
Segue a Agenda no Instagram!

Newsletter

Translate »