O guia de eventos mais completo e atualizado do Porto

VISITA DE ENCERRAMENTO DA EXPOSIÇÃO RADIOSTESIA — CAPTAR, CONDUZIR, COMPREENDER FORÇAS INVISÍVEIS

VISITA DE ENCERRAMENTO DA EXPOSIÇÃO RADIOSTESIA — CAPTAR, CONDUZIR, COMPREENDER FORÇAS INVISÍVEIS

com o co-curador Pedro Augusto, Carlos Martins (IPRAD) e a artista Soraia Gomes Teixeira

A escuta, a perceção, o ruído, a comunicação com os mortos, a adivinhação, o sino, a sirene, a antena, o pêndulo, o párarraios, a vara do vedor, a água, a experiência poética ou poiética —perpassam livros de diferentes épocas, compreendidos entre o século XVI e a época contemporânea pertencentes ao magnífico fundo bibliográfico da Biblioteca Pública Municipal do Porto. Para o fecho da exposição RADIOSTESIA — CAPTAR, CONDUZIR, COMPREENDER FORÇAS INVISÍVEIS, presente no Gabinete do Som dentro da Biblioteca Pública Municipal do Porto, o Núcleo de Programação do Museu da Cidade, apresenta a última visita guiada à exposição contando com a presença de Pedro Augusto, co-curador, acompanhado pela artista Soraia Gomes Teixeira e o professor e membro associado do Instituto Português de Radiestesia, Radiónica e Geobiologia (IPRAD), Carlos Martins.

Pedro Augusto (Leiria, 1983) é músico, investigador, editor, curador e compositor estabelecido no Porto desde 2001, sendo responsável pelo arquivo sonoro e magnético Found Tapes Porto.

Carlos Martins nasceu no Porto em 1981, é mestre em gestão e marketing, pelo IPAM. Associado e colaborador do Instituto Português de Radiestesia, Radiónica e Geobiologia (IPRAD), – associação sem fins lucrativos, destinada ao esclarecimento e a divulgação de eventos ligados à física e à geobiologia, com particular destaque para as ondas de forma, a mecânica de fluidos, a interação entre as energias dos elementos e o ser humano, o eletromagnetismo e a radiação, o impacto das habitações na biologia humana e o estudo das construções megalíticas, espirituais e religiosas.

Soraia Gomes Teixeira vive e trabalha no Porto de forma independente e no Centro de Reabilitação e Investigação do Hospital Magalhães Lemos. As suas práticas de projeto têm por base a investigação e o estudo contínuo de diversas matérias de caráter social. Através de objetos e do seu lado simbólico, o seu trabalho levanta questões, propõe possibilidades e hipóteses de relação entre pessoas e entre os tempos passado e futuro. Para falar e ouvir é um instrumento ainda de ensaio, para a aproximação concentrada entre duas pessoas. O objeto congela e amplia a ação de conversar para alguém, que através da vibração da sua materialidade, transforma e aumenta o volume do som da voz. O desenho deste objeto conduz a voz de alguém até o outro alguém, sugerindo ser um objeto mediador de uma conversa.

INSCRIÇÕES

Entrada gratuita

A participação na atividade é gratuita mediante reserva prévia através do formulário. Mais informações através do email [email protected] ou (+351) 226 057000.

Limite de 30 participantes.

ENDEREÇO

Biblioteca Pública Municipal do Porto
Rua de D. João IV, 2. 4049-017 Porto

AUTOCARRO

22, 207, 303, 400, 904, 905, ZH, 202, 207, 303, 400, 500, 900, 901, 904, 905, 906, ZH

METRO

24 de Agosto
São Bento

ESTACIONAMENTO

Dom João I

EIXOS

SONORO

Fonte: https://museudacidadeporto.pt/recurso/visita-de-encerramento-da-exposicao-radiostesia-captar-conduzir-compreender-forcas-invisiveis/

Data

15 Out 2022
Expired!

Hora

16:00

Localização

Museu Da Cidade | Extensão Do Romantismo
R. de Entre-Quintas 220, 4050-240 Porto
Anuncia-na-Agenda
Anuncia-na-Agenda

Newsletter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *